_SmartRULES

Passo 1 - Módulo de regras de negócio

Complementando aos processos o módulo de regras de negócio, podemos criar regras de validação de dados tanto do processo quanto de qualquer fonte externa, via webservices e estas regras podem ser executadas no processo nativamente.

Na tela home podemos acompanhar a execução destas regras, priorização e assim validar a sua efetividade para o seu negócio.

Passo 2 - Cadastrando uma regra de negócio

Neste módulo podemos cadastrar um webservices de forma simples e o mapeamento dos seus valores poderão ser facilmente acessados nas regras. Cadastrando uma regra definimos quais informações são obrigatórias, quais webservices ela precisará chamar e depois cadastrarmos suas condições ou sentenças.

Passo 3 - Cadastrando uma condição/sentença 

Uma regra pode conter várias condições ou sentenças e nelas definimos a origem dos dados a serem validados, se são os dados da entrada da regra, de um webservices vinculado a regras ou até dados fixos informados pelo usuário. Também escolhemos qual o tipo de comparação e qual retorno terá se a condição for verdadeira ou falsa.

Passo 4 - Testando e validando cenários de uma regra de negócio 

Depois de cadastrarmos podemos executar a regra dentro do próprio módulo, simulando entradas e saídas sem impactar o processo. Também podemos validar todo o histórico de execução e quais dados foram comparados e seu respectivo retorno.

Um ponto importante da validação é a de analisarmos o diagrama de execução das regras e desta forma temos uma forma complementar aos desenho do processo que fizemos anteriormente.

Passo 5 - Integrando com webservices uma regra de negócio

Nossa regra de negócio fica disponível para ser executadas via webservices nativamente, sem programação extra. Podemos utilizar o POSTMAN por exemplo para emular a integração entre outros sistemas com o motor de regras.

© 2018 _fourcicle